quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Impossibilidade física do sol ser 1,2 milhões de vezes maior que a terra!

Uma prova empirica observacional para 2 hipoteses: A primeira seria a de que o sol e a lua possuem o mesmo tamanho e a segunda seria que o sol deve seria maior que a lua

A prova se verifica exatamente por que quando observamos a lua em sua fase cheia nao se verifica formacao de gelo em seus polos. Isso se da exatamente por que o sol por ter dimensao igual ou superior a da lua consegue iluminar regularmente com seus raios o eixo lunar de norte a sul evitando um periodo prolongado de trevas espaciais ali e consequentemente impedindo a formacao de calotas polares.

Isso pode ser observado no ceu quando a lua esta bem cheia.

Segue se como conclusao cientifica das observacoes empiricas, que a terra provavelmente e maior que o sol e a lua, pois se fosse menor ou do mesmo tamanho do sol nao haveria formacao de calotas polares nos polos norte e sul como nao existe essa formacao na lua.

Com essas deducoes empiricas ressuscito alguns pressupostos do geocentrismo ptolomaico da idadade media. Com algumas modificacoes, emendas e recortes posso pegar elementos de ambas hipoteses, tanto da heliocentrica como da geocentrica.

Na minha nova visao, o sol pode continuar no centro do sistema solar, mas seria menor que a terra, mesmo estando no centro. Nao ha nenhum absurdo em pressupor que o sol mesmo estando no centro pode ser bem menor que a terra que o orbita, pois do alto do centro do meu quarto a luminaria e bem menor que todo espaco do quarto, porem tem energia e luz suficiente para iluminar todo esse espaco, espaco do meu quarto esse que aqui na analogia equivaleria ao horizonte da aboboda terrestre.

O sistema copernicano mesmo ja passou por muitas modificacoes desde sua origem, tanto que na epoca da doutrina de Copernico e de seus seguidores, eles achavam que o Sol era o centro do universo, por isso o termo heliocentrismo. Com a descoberta de bilhoes de galaxias por Huble no seculo XX, essa teoria foi quase totalmente por agua abaixo, somente sobrevivendo alguns postulados, como os dois movimentos da terra, em relacao aao seu proprio eixo e em relacao ao sol. Assim como o termo geocentrismo se tornou invalido devido a adesao da comunidade cientifica ao heliocentrismo, do mesmo modo com a descoberta de Huble o termo heliocentrismo tambem deveria ter se tornado invalido! Mas nao foi isso que ocorreu para grande parte das mentes dos astronomos e fisicos modernos, que continuam achando que o Sol e o centro do universo.

Nao faz nenhum sentido cientifico alegar que o Sol ou a Terra e o centro do universo, uma vez que nao sabemos aonde acaba e comeca o universo, nao sabemos de qualquer fronteira ultima do Cosmo para delimitar um centro aonde estariamos ou nao inseridos! Nao sabemos sequer se o mundo tem fronteiras definidas ou ao contrario, se e ilimitado, um apeiron como teorizavam os pre socraticos. Portanto do ponto de vista do empirismo e da ciencia, nao faz sentido defender qualquer dos dois sistemas astronomicos de mundo, nem o geocentrico e nem o heliocentrico!

Um comentário:

  1. De acordo com essa proporcao monstruosa de tamanho do Sol em relacao a Terra, defendida pelos cientistas e astronomos da modernidade, a saber, do Sol ser mais de 1,3 milhoes de vezes maior do que a Terra, a inclinacao da orbita da terra deveria ser monstruosa e sua translacao em altissima velocidade para o norte e sul do sol, para impedir que pelo menos um dos seus polos nao torrassem num mar de lavas, por excessiva exposicao a radiacao solar!

    A terra com esse tamanho de mais de 1 . 300. 000 vezes inferior ao Sol, deveria transladar ao redor do sol com velocidade quase proxima da luz, vibrando como um eletron para escapar de um dos seus polos serem torrados pelo imenso tamanho do sol tanto acima como abaixo do seu centro.

    Por exemplo considerando que a terra estaria orbitando o sol bem no miolo desse astro e que o sol teria em cada metade de sua esfera 650 mil vezes o tamanho da terra( os 2 hemisferios solares somados daria os 1,3 milhoes de vezes o tamanho da terra), o nosso planeta teria que percorrer uma orbita muito rapida( alta velocidade) para que um dos seus polos nao fossem torrados, tanto acima do sol ou no polo sul terrestre quanto abaixo do sol ou no polo norte da Terra, de forma que nosso planeta deveria transladar com alta velocidade para percorrer toda essa extensao esferica solar com de mais de um milhao de vezes o seu tamanho.

    Segue se logica, racional e rigorosamente que a realidade como observamos e conhecemos seria impossivel exatamente como o mestre Zenao deduzia dos seus paradoxos do movimento ser impossivel, pois com a radiacao do sol passando constante acima de um dos polos, com uma velocidade baixa de translacao e inclinacao da orbita da terra ao longo de 365 dias, esse tempo nao seria suficiente para fazer a terra ter a inclinacao e alternancia de dias e noites polares em ambos os polos, de modo que com um Sol tao grande ambos os polos deveriam estarem torrando num mar de lavas ao inves de serem cobertos por gelo, pois os raios solares passariam constantemente por cima dos polos e atingiria o outro lado, tornando a iluminacao e radiacao intensa e constante ao longo do ano, de forma que eles estariam torrando e a realidade como observamos e conhecemosm com calotas polares nos polos nao existiria, existindo em seu lugar um mar de lavas!

    Somente com a Terra sendo maior que o Sol, que e possivel os raios solares nao atingirem constantemente os polos porque o Sol e de fato menor que Terra e o alcance de suas radiacoes tem poder reduzido frente ao tamanho maior da terra, de modo que os fatos combinam perfeitamente com essa suposicao hipotetica, ao passo que o sol ter um volume maior que a Terra em 1,3 milhoes de vezes contraria frontalmente a experiencia levando a absurdos e aporias instransponiveis!

    E so fazerem um experimento para constatarem o que estou argumentando, peguem uma esfera mil e 200 vezes maior que uma pequena esfera, acendam luzes e coloquem em toda esfera para ilumina la homogeneamente e depois coloquem a pequena esfera no miolo dessa grande esfera super iluminada e verao como a luz da grande esfera atravessaria totalmente os polos de baixo e de cima desse pequena esfera( que equivale aqui no experimento mental a Terra)!

    Conclusao do argumento, logo e impossivel que a terra seja tao menor assim que o sol como dizem os fisicos e matematicos modernos. Ao contrario pela demonstracao da existencia dos polos congelados na terra e pela demonstracao da ausencia de polos na lua conclui se que a observacao empirica e fidedigna, o sol tem tamanho semelhante ao da lua e menor que a terra!

    ResponderExcluir